PERCORRA AS ROTAS DOS VINHOS
E DESCUBRA OS ENCANTOS DE PORTUGAL

Com efeito, sabe-se que pelo menos à época do Império Romano o vinho já era amplamente cultivado em Portugal. A sua produção passou muitas fases ao longo do tempo, mas vale a pena destacar a data de 1756, em que o Marquês de Pombal criou a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, com a função de delimitar a 1ª região demarcada do mundo, registrar as vinhas e classificar os vinhos de acordo com a sua qualidade.

PORTUGAL EM NÚMEROS

Tamanho – 590kms de comprimento por 200Km de largura
População – cerca de 10.5 milhões de habitantes
Produção – 11º produtor de vinhos no mundo com cerca de 6 milhões de hectolitros.
Produção per capita – 2º do mundo
Consumo per capita – Maior consumo per capita mundial com cerca de 58 litros.
Exportador – 9º maior do mundo, passando a Argentina recentemente, exportando cerca de 45% do que produz.
350 castas autorizadas sendo cerca de 250 autóctones.

As vinhas representam cerca de 14% da área agrícola do país.

De costas para a Europa, sempre foi um país mais fechado o que segurou por muito tempo a entrada de novas cepas, as chamadas internacionais. Desta forma, os vinhos portugueses estão muito calcados em cima das cepas autóctones. Após a adesão ao Mercado Comum Europeu que trouxe muito investimento e a obrigação de modernização, cada vez mais essas cepas se tornam presentes nos vinhedos exceção feita ao Douro e ao Dão mais restritos em sua legislação
× Como posso te ajudar?