Vinhos de primavera

CORES, SABORES E FRESCOR NA TAÇA
Estilos de vinho que combinam com a estação das flores.

A primavera chega no dia 22 de setembro, trazendo mais cores, sabores e frescor aos dias dos amantes de vinhos.

Para quem deseja tirar o melhor da relação vinho-primavera, darei algumas dicas dos estilos que mais combinam com a estação com sugestões de vinho para um casamento perfeito

VINHOS ROSÉS MAIS CLAROS E LEVES OU VIGOROSOS E ESCUROS

O preferido e mais apreciado para a estação é o vinho Rosé. A bebida é elaborada a partir de uvas tintas, que são submetidas a macerações curtas ( a cor e estrutura dependem do tempo desse contato) e posteriormente vinificados como branco. Os Rosés mais claros tendem a ser mais leves, refrescantes, delicados, alegres e descontraídos com aromas frescos e delicados de frutas e flores. No paladar expressam frescor. Agradam a todos os públicos, especialmente aos enófilos Iniciantes e Intermediários. Ideais para serem tomados refrescados, por volta dos 8ºC. Já os rosés vigorosos, mais escuros são frutados, densos, macios, possuem cor cereja, aromas de frutas vermelhas, como cereja, morango e framboesa encontrando-se, por vezes, algumas notas florais e até algum leve tanino devido ao maior período de maçareação. Agradam a todos os públicos. Ideal em reuniões entre amigos e na harmonização com pratos, onde são muito versáteis, verdadeiros coringas.

VINHOS BRANCOS FRUTADOS E GASTRONÔMICOS

Os brancos frutados são descontraídos, aromáticos e vibrantes. Apresentam aromas florais, com maior ou menor intensidade, dependendo do vinho. Podem apresentar notas de frutos tropicais, maçã verde, melão, pêssego ou maracujá. Agradam a todos os públicos por suas características agradáveis e refrescantes. Já os bancos mais complexos, estruturados e intensos tendem a ser boa companhia para pratos mais elaborados.

As uvas Sauvignon Blanc, Alvarinho, Torrontés, Loureiro, Riesling, Pinot Grigio, Chenin Blanc e Pecorino, entre outras, possuem essa forte presença aromática aliada a um frescor preponderante com acidez acentuada. Uvas como a Chardonnay, Marsanne, Avesso, Viognier, Fernão Pires, Trebbiano e Viura são uvas que costumam apresentar maior estrutura, especialmente se tiverem passagem por barricas, pedem pratos mais complexos. Sem contar que há uma infinidade de blends no mercado, então sempre interessante averiguar o perfil do vinho em mente. Importante não gelar demais porque se perdem aromas e quentes demais perdem frescor aparecendo mais o álcool então, para vinhos brancos mais leves e aromáticos algo entre 6 a 8º (porta de geladeira) ou se mais estruturados e complexos em torno de 12ºC.

VINHOS TINTOS LEVES

Para quem não abre mão do tinto, procure tintos com menos taninos, mais macios como os das uvas Pinot Noir, Merlot e Carmerére ou blends mais leves, frutados e fáceis de beber, afinal entramos na estação da descontração, do alto astral. São tintos perfeitos para um clima algo mais quente, pois podem ser bebidos refrescados a cerca de 15ºC. Vinhos a serem curtidos de forma mais descontraída acompanhando pratos mais leves

HARMONIZAÇÃO VINHOS E PRIMAVERA

Os pratos leves combinam com a estação das flores, quando a temperatura também já começa a esquentar. Refeições a base de frutos do mar, carnes brancas, culinária japonesa, pratos asiáticos condimentados, peixes, paella, saladas elaboradas e queijos são ótima pedida.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos e novidades oferecidas apenas para os nossos assinantes

Recebemos seu cadastro.

Fale com o Caviste